19 de fevereiro de 2008

UM LUGAR CHAMADO TU!


Existe um lugar onde tu podes ser
tu mesmo
Onde tu não precisas procurar parecer
Onde tu não precisas aparecer
Esse lugar és tu.

Existe um lugar onde a vida te é dada
Onde tu acolhes, se acolhes e
te sentes acolhida
Onde tu te sentes dentro da vida
E com a vida por dentro
Onde tu percebes o fora e o dentro
Esse lugar és tu.

Existe um lugar onde o ser repousa
Onde a dignidade tem nome
Onde a experiência acontece
Esse lugar és tu.

Existe um lugar onde sempre mexes
Onde tu falas e as pessoas falam
Onde Deus fala
Onde tu sentes
Esse lugar és tu.

Existe um lugar onde o coração se afoga
Onde a vida transborda
Onde a contradição acontece
Onde tu esqueces
Onde tu não sabes quem és
Onde tu te entendes
Esse lugar és tu.

Existe um lugar onde tu és escrava e livre
Onde tu te perdes
Onde tu és o que não és
E não és o que és
Esse lugar és tu.

Existe um lugar onde ninguém entrará
Nem mesmo tu
Um lugar de mistério
Onde tudo acontece, mas onde
nem tudo é percebido
Onde tudo ressoa, mas não
encontras nome
Um lugar habitado por tudo o que existe
Esse lugar és tu.

Existe um lugar onde Deus está
Onde Deus chegou primeiro que tu
Onde a solidão é comunhão
Onde a poesia é de carne
Esse lugar és tu.

Existe um lugar que sonha, que vibra,
que espera
Que sofre de paixão e ausência
Que anseia comunhão
Que vive e morre de amor e de amar
Esse lugar és tu.

Existe um lugar lindo, às vezes sim,
às vezes não
Limpo e transparente, sujo e opaco
Lugar rico e pobre
Lugar de ilusões
Esse lugar és tu.

Existe um lugar que sabe
E que não sabe para onde vai
Um lugar perdido e achado, pleno e vazio
Onde o ser duvida do que é
Um lugar onde a liberdade é sempre mais
Onde não se esgota o desafio
Esse lugar és tu.

Existe um lugar que se faz desfazendo
E que nunca termina
Um lugar de eternidade
Esse lugar és tu.

Existe um lugar chamado “aqui e agora”, no mundo
Onde tu podes e mereces ser tu
Esse lugar és tu.

2 comentários:

Catarina disse...

Sem palavras... :)

Já Fernando Pessoa dizia: "...Quem quer dizer o que sente, não sabe o que há-de dizer/Fala, parece que mente/Cala, parece esquecer..."

Anónimo disse...

* uma estrela por todas as lembranças que despertas. Somos, confusos, em voltas ora entendidas, ora angustiantes, ora de conforto, ora de dúvida, ora de clara certeza.Esta maravilhosa complexidade, que às vezes nos faz sentir ruptura, outras plena confiança, é boa parte do mistério, outro tanto de desafio: como somos a nu, cada um de nós?

abraço-irmão*